ESELx

Instituto Politécnico de Lisboa

Artes Visuais e Tecnologias

Coordenador Teresa Isabel Matos PereiraEquipa de coordenação

Duração: 
6 semestres letivos

Funcionamento: 
Aulas diurnas, de segunda a sexta feira

Contacte-nos:
s.academicos@eselx.ipl.pt

Curso acreditado (15-12-2016) pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES).

As vantagens do nosso curso

A possibilidade de cada aluno poder definir um percurso individual, com as unidades curriculares opcionais, que lhe permita adquiriros créditos necessárias para prosseguir um segundo ciclo de estudos, mestrado, visando um aprofundamento numa área artística ou de design, ou de habilitação para lecionar as disciplinas do domínio da Educação Visual e Tecnológica ou das Artes Visuais no Ensino Básico ou no Ensino Secundário.

Principais características

A licenciatura em Artes Visuais e Tecnologias visa a formação superior de técnicos com uma sólida e abrangente formação nas áreas das artes visuais e suas tecnologias, no âmbito da criação e produção de objetos artísticos e funcionais, capazes de ocupar postos de trabalho em diversos contextos como ateliers de design, de artesanato, editoras livreiras, na indústria, nas autarquias, ATLs, Serviços Educativos de Museus, Centros Culturais, etc ou enveredar por uma carreira artística. Esta licenciatura habilita para a candidatura a um segundo ciclo de estudos no domínio das artes plásticas e do design ou de formação de professores.

Competências a desenvolver

A estreita articulação da formação em Artes Plásticas e em Design, que fundamenta a estrutura curricular do curso, permite transpor a tradicional divisão rígida entre áreas disciplinares como a pintura, a escultura e o design, possibilitando assim, conceber produtos mais relacionados, quer com objetivos funcionais de comunicação e equipamento, quer com objetivos assentes em conceitos estético - artísticos. Pretende-se proporcionar uma sólida formação teórica e prática, desenvolver competências para uma reflexão crítica das artes visuais e uma criatividade consubstanciada no saber fazer.

Acesso

  • Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior;
  • 12º ano completo;
  • Provas de Ingresso:
    • 03 – Desenho; ou
    • 10 – Geometria Descritiva; ou
    • 12 – História da Cultura e Artes.

Funcionamento

Horário em tempo integral: Início do ano letivo em Setembro.

Horário em tempo parcial: Em cada ano letivo os estudantes podem inscrever-se em Unidades Curriculares cujo total de créditos não ultrapasse os 30. (Artigo 2.º do Regulamento de Candidatura e Frequência de Unidade Curriculares Isoladas e de Estudantes em Regime de Tempo Parcial aprovados pelo Despacho n.º 36/IPL/2009).

Áreas científicas

  • Artes Visuais (105,5 ECTS)
  • Tecnologia e Multimédia (48,5 ECTS)
  • Línguas e Literaturas (5 ECTS)
  • Ciências Sociais (3 ECTS)

Estrutura do Curso

1º Ano

(1º e 2º Semestres) Coordenador Tipo Horas Créditos

Comunicação por Imagem

Paulo Jorge de Moura Borges Dias Andrade Anual 125 5
Desenho I Mariana de Sousa Pinto Silveira Viana Moreira Anual 125 5
Oficina de Artes e Tecnologias I [saber mais *] A unidade curricular será constituída por três módulos: Introdução às Artes Plásticas I (bidimensionais), Introdução às Artes Plásticas II (tridimensionais) e Desenho e Ferramentas de Representação Técnica.A UC não tem exame e a aprovação depende de uma avaliação positiva em cada um dos módulos Teresa Isabel Matos Pereira Anual 400 16

Projeto I

[saber mais *] A unidade curricular será constituída por dois módulos: Metodologia Projetual e Design Gráfico. O estudante deverá estar apto a: Compreender o paradigma do design gráfico atual; Adquirir conhecimentos e competências essenciais para o desenvolvimento de uma autonomia da atividade profissional; Dominar as práticas e as técnicas da apresentação de projetos no domínio do design gráfico.A UC não tem exame e a aprovação depende de uma avaliação positiva em cada um dos módulos
Cátia Sofia Tiago Duarte Rijo Anual 325 13
Técnicas de Escrita Antónia Pimentel Estrela Anual 125 5
Teoria da Imagem e Cultura Visual Teresa Isabel Matos Pereira Anual 125 5

História da Arte I

Leonardo Augusto Verde Reis Charréu Semestral 125 5
Eletiva I 1º Sem. 75 3
Eletiva II 2º Sem. 75 3

2º Ano

(3º e 4º Semestres) Coordenador Tipo Horas Créditos
Desenho II José Pedro Rangel dos Santos Regatão Anual 125 5

Oficina de Artes e Tecnologias II

Kátia Couto de Sá Sabino dos Santos Anual 375 15

Projeto II

Ana Helena Luz Gonçalves Grácio Soares Franco Anual 400 16

Representação Digital

Jorge Manuel Garrido Bárrios Anual 125 5

Estética

Leonardo Augusto Verde Reis Charréu Semestral 75 3

História da Arte II

Leonardo Augusto Verde Reis Charréu Semestral 125 5

Teoria e Prática da Criatividade

Teresa Isabel Matos Pereira Semestral 125 5
Eletiva III 1º Sem. 75 3
Eletiva IV 2º Sem. 75 3

3º Ano

(5º e 6º Semestres) Coordenador Tipo Horas Créditos

Desenho III

Kátia Couto de Sá Sabino dos Santos Anual 125 5

Oficina de Artes e Tecnologias III

Cátia Sofia Tiago Duarte Rijo Anual 550 22

Projeto III

Cátia Sofia Tiago Duarte Rijo Anual 350 14

Design de Inovação

Nuno Guerreiro Monge da Silva Semestral 125 5

Indústrias Criativas e Empreendedorismo

Ana Helena Luz Gonçalves Grácio Soares Franco Semestral 75 3

Teoria e História do Design

Ana Helena Luz Gonçalves Grácio Soares Franco Semestral 125 5
Eletiva V 1º Sem. 75 3
Eletiva VI 2º Sem. 75 3

Plano de estudos (publicação em Diário da Républica)

Avaliação

Regime de frequência e avaliação

As normas relativas a frequência, avaliação, creditação e classificação estão contidas no Regime Geral de Avaliação e Frequência, o qual é elaborado e aprovado em sede de Conselho Pedagógico (Regime Geral de Avaliação e Frequência).

Creditação da formação anterior e experiência profissional

Consultar o Regulamento de Creditação.

Avaliação

Consultar o Regulamento Geral de Avaliação e Frequência.

A unidades curriculares são objeto de avaliação, podendo esta assumir os seguintes regimes: avaliação contínua e avaliação por exame.

As unidades curriculares de carácter prático definidas pelo Conselho Técnico-Científico como requerendo estatuto específico são necessariamente objeto de avaliação contínua, não podendo ser realizadas por exame.

A definição dos critérios e processos de avaliação relativos a cada unidade curricular são da competência do respetivo coordenador.

Notícias Relacionadas