ESELx

Instituto Politécnico de Lisboa

Educação Especial

Coordenador Isabel MadureiraEquipa de coordenação

Duração: 
4 semestres letivos

Funcionamento: 
Em regime pós laboral

Contacte-nos:
s.academicos@eselx.ipl.pt

Curso acreditado (19-05-2016) pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES).

As vantagens do nosso curso

O curso confere o grau de Mestre em Educação e tem sido creditado como curso de especialização em educação especial “para aqueles que, à data da admissão sejam educadores de infância, professores do ensino básico ou professores do ensino secundário profissionalizados e com, pelo menos, 5 anos de serviço docente”, de acordo com o nº 2 do artigo 4º do Decreto Lei nº 95/97, de 23 de Abril. 

* Mestrado reconhecido para efeito de progressão na carreira. Consulte a listagem com os grupos de recrutamento.

Principais características 

O curso visa a formação de professores de educação especial, enquadrado pelo Decreto Lei nº 3/2008, capazes de promover processos de educação inclusiva. O curso comporta três grandes dimensões: a primeira, de caráter mais geral, aborda temas relacionados com os processos de inclusão; a segunda centrada nas respostas educativas para a população com problemas de cognição e multideficiência; e na terceira visa-se desenvolver competências de investigação necessárias à elaboração da Dissertação ou Projeto de Intervenção.

Competências a desenvolver

  • Identificação e avaliação de crianças e jovens com problemas de cognição e multideficiência;
  • Implementação de planos e programas educativos individuais que respondam às necessidades das crianças/jovens e dos contextos em que se inserem;
  • Cooperação, trabalho em equipa e partilha junto de pares, famílias e técnicos;
  • Implicação ética e envolvimento efetivo e constante com a procura de respostas educativas inclusão;
  • Identificação de problemas relevantes emergentes da prática e aplicação de técnicas e instrumentos de investigação que permitam uma reflexão fundamentada e problematizadora sobre o real.

Acesso

Critérios de seleção

Regulamento Geral dos Cursos de 2º Ciclo

Educadores de Infância, professores do ensino básico e secundário, profissionalizados e titulares do grau de licenciatura, bem como outros titulares do grau de licenciatura em áreas afins ou com actividade profissional relevante face aos objectivos do curso.

Funcionamento

Horário em tempo integral

  • 3.ª, 5.ª e 6.ª das 18h às 21h.

Estrutura do Curso

1º Ano

2º Ano

(3º e 4º Semestres) Coordenador Tipo Horas Créditos
Projeto de Intervenção ou Dissertação em Educação Inclusiva Isabel Madureira Anual 1312,5 52,5
Metodologias de Investigação II Isabel Madureira 1º Sem. 187,5 7,5

No 1º ano (1º e 2º semestres) o curso tem Unidades Curriculares de caráter teórico-prático e também Unidades com componentes de trabalho de campo que visam garantir oportunidades de contacto direto com contextos educativos e crianças e jovens com problemas de cognição e multideficiência. O 2º ano (3º e 4º semestres) são dedicados à elaboração da Dissertação ou Projeto de Intervenção.  

Plano de estudos (publicação em Diário da Républica)

Avaliação

Regime de frequência e avaliação

As normas relativas a frequência, avaliação, creditação e classificação estão contidas no regime geral de avaliação e frequência, o qual é elaborado e aprovado em sede de Conselho Pedagógico (descarregar Regulamento Geral de Avaliação e Frequência).

Creditação da formação anterior e experiência profissional | Regulamento de Creditação

Avaliação 

Regulamento Geral de Avaliação e Frequência

As unidades curriculares são objeto de avaliação, podendo esta assumir os seguintes regimes: avaliação contínua e avaliação por exame.

As unidades curriculares do domínio de iniciação à prática profissional, estágio, seminário ou outras unidades curriculares de carácter prático definidas pelo Conselho Técnico-Científico como requerendo estatuto específico são necessariamente objeto de avaliação contínua, não podendo ser realizadas por exame.

A definição dos critérios e processos de avaliação relativos a cada unidade curricular são da competência do respetivo coordenador.