ESELx

Instituto Politécnico de Lisboa

Projeto Formativo

PROJETO EDUCATIVO

(Aprovado na reunião plenária do CTC de 14 de julho 2011.)

Princípios Orientadores

  • A Escola Superior de Educação de Lisboa é herdeira da antiga Escola do Magistério Primário e do Instituto António Aurélio da Costa Ferreira, instituições de referência desde finais do século XIX/início do século XX na educação, na cultura, na inovação e na pesquisa, nomeadamente na formação inicial e especializada de professores e educadores, procurando manter viva essa memória;
  •  A Escola Superior de Educação de Lisboa prepara profissionais de educação (professores e outros agentes educativos) para as estruturas educativas, na sua diversidade e complexidade – não deixando de orientar a sua acção ao serviço da criança, do jovem, do adulto, do idoso, nomeadamente aqueles com maiores necessidades sócio-educativas.
  • A Escola Superior de Educação de Lisboa, no seu olhar sobre a criança, toma como documento de referência a Convenção dos Direitos da Criança, afirmando a criança (dos 0 aos 12 anos) como agente do seu próprio desenvolvimento, sujeito da aprendizagem, cidadã com direito a uma voz e a um lugar na sociedade em que vive. Mais: afirma os Direitos da Criança como instrumento da sua pedagogia.
  • Dada a amplitude de estruturas educativas e sócio-culturais servidas pelos profissionais formados pela ESELx, também toma como documentos de referência, entre outros, a Convenção dos Direitos Humanos, a Declaração de Jomtien e a Declaração de Salamanca.
  • A Escola Superior de Educação de Lisboa vê-se como instituição de formação ao serviço da comunidade envolvente, tecendo sinergias com as outras unidades orgânicas do Instituto Politécnico de Lisboa, outras ESE’s e Universidades, e instituições de referência a nível nacional e internacional.
  • A Escola Superior de Educação de Lisboa afirma-se como instituição de referência no campo da formação mas, também, como instituição produtora de investigação ao serviço da formação, das escolas e outras instituições com que trabalha no terreno e da qualidade do ensino e das propostas educativas.
  • Assim, faz formação inicial, contínua e pós-graduada de professores e outros agentes educativos, complementando o domínio da educação formal com outros domínios de formação/investigação.
  • Situa-se como um espaço público de educação/formação, no sentido da valorização das culturas e das aprendizagens,    sublinhando o seu serviço à cidadania e à democracia, com a preocupação da inserção profissional dos seus estudantes e a criação de uma comunidade com os seus ex-alunos.
  • A Escola Superior de Educação de Lisboa acompanha as mudanças sociais recentes, estando atenta às situações de diversidade e exclusão social,  e assume a importância da educação não formal e informal no processo de integração dos grupos em risco (com particular enfoque na população sénior, nos imigrantes e nas crianças e jovens oriundos de meios sócio-económicos desfavorecidos).

Perfil do Profissional

A Escola Superior de Educação de Lisboa pretende formar profissionais-cidadãos preparados para estabelecer uma relação pedagógica formadora e transformadora, conhecedores do seu campo de acção, capazes de favorecer aprendizagens e de modificar significativamente o percurso formativo e educativo dos seus estudantes, profissionais de educação activos e interventivos, orientados para a transformação social.

Afirma a dimensão profissional, social e ética do perfil de desempenho do profissional de educação e dos educadores em geral com a função global de formar e, no caso dos professores, com a função específica de gerir o currículo e de ensinar.

Considera que estas três dimensões só são atingíveis se a ESELx conseguir formar profissionais simultaneamente reflexivos e interventivos nos respectivos contextos de trabalho, ajudando os formandos a construir o seu próprio projecto formativo e garantindo que eles saibam intervir no espaço público da educação.

Orientações Estratégicas

A ESELx faz uma formação de professores e outros agentes educativos construída dentro da profissão, em estreita articulação com os futuros espaços de exercício profissional;

Daí que aposte – desde o início da formação – numa abordagem centrada em grandes problemas, numa perspectiva interdisciplinar,  de modo a que o formando entenda o papel do conhecimento disciplinar específico ao serviço do aprofundamento desses mesmos problemas.

Uma outra dimensão do projecto formativo da ESELx é incentivar a participação de todos os seus docentes nas actividades da prática profissional. A prática é contexto de formação, não só para os estudantes e seus supervisores cooperantes, mas contribui decisivamente para o processo de auto-formação da equipa docente da ESELx.

a. Dimensão pessoal e relacional da formação

A educação é a profissão do humano e do relacional. O educador (tomado no seu sentido mais amplo) é alguém disponível para acolher o educando. Para cuidar. Tal disponibilidade implica que o futuro educador faça um trabalho profundo sobre si próprio, sobre as motivações profundas para a escolha da profissão. Assim, a experiência de formação inicial é decisiva neste processo de ajuda ao desenvolvimento da pessoa do futuro educador, num processo de auto-conhecimento lúcido e reflexivo.

A ESELx afirma-se como uma instituição inclusiva dando condições de profissionalização a estudantes com necessidades educativas especiais. O currículo formativo deve então tornar intencional a promoção da diferença, a afirmação da especificidade, o respeito pelo “outro” e a promoção de práticas de equidade que promovam acções afirmativas.

 A ESELx tem uma diversidade de população estudantil, nomeadamente estudantes oriundos de países de expressão oficial portuguesa e de outros países. É importante que todas as experiências vividas no ethos formativo da ESELx despertem os estudantes para as questões da diversidade sócio-cultural mas, também, da paridade entre os géneros.  A ESELx pretende criar nos seus estudantes um sentido de hospitalidade e de cruzamento de fronteiras.  Daí a necessidade de criar uma atitude proactiva em relação a estas questões, nomeadamente na formação inicial e contínua, consciencializando os estudantes para o seu papel na promoção da paridade e da igualdade de oportunidades.

Estes futuros profissionais terão um papel essencial em ajudar   a desconstruir as concepções de género e da diversidade cultural encarada como “problema”, introduzindo dissonâncias cognitivas e ajudando-as a uma análise crítica dos estereótipos que veiculam, não deixando de envolver as famílias neste processo de “tomada de consciência”.

A saúde física e mental dos formandos da ESELx é essencial, pelo que a ESELx procura disponibilizar todos os meios de promoção da saúde, não esquecendo que os seus profissionais serão, além de agentes educativos, agentes promotores de saúde.  

b. Dimensão profissional da formação

A dimensão profissional da formação tem como seu centro proporcionar o desenvolvimento e a aprendizagem dos educandos. A ESELx pretende formar profissionais de educação competentes, sabedores e conhecedores do seu futuro exercício e especialidade profissional (conhecer bem aquilo que se ensina...), com uma disponibilidade para continuarem a aprender ao longo da sua vida profissional. Neste sentido, a ESELx preconiza:

  • práticas diversificadas, envolvendo trabalho colaborativo, trabalho prático e de campo;
  • uma grande exigência e rigor na aprendizagem quer dos conceitos fundamentais nas várias áreas de docência quer das mais adequadas metodologias de ensino e aprendizagem;
  • a aquisição de estratégias de auto-aprendizagem pelos seus alunos;

A ESELx pretende formar profissionais que se interroguem: quem é esta criança, ou jovem, ou adulto, com quem estou a trabalhar? Qual o seu contexto? Como posso eu ajudar ao seu crescimento? “Como posso eu ajudar a sua plena integração social?”

Assim a construção do “eu profissional” é decorrente de uma metodologia de formação activa e participada, centrada em problemas, situações ou “casos práticos” que permita uma “transformação deliberativa”[1], isto é uma transformação de saberes em resposta a situações concretas ou à sua reformulação.

Em consequência, a prática profissional supervisionada situa-se no centro da formação e do conhecimento profissional, é o pólo aglutinador e mobilizador de todo o projecto de formação, tornando-se lugar de reflexão e de construção da profissionalidade. Salienta-se o papel fundamental exercido pelos orientadores cooperantes, enquanto profissionais mais experientes, modelos e referências profissionais dos estudantes. Estes orientadores cooperantes são parte essencial da comunidade educativa da ESELx.

O princípio orientador da formação centrada em projectos e problemas tem, na dimensão da prática profissional, um espaço de convergência e de articulação de saberes. É aí que se constrói ou reconstrói o conhecimento profissional. Tem, igualmente, nas unidades curriculares com carácter mais teórico, uma dimensão de aprofundamento disciplinar mas, também, de criação de dimensões de experiência pluridisciplinar. A avaliação aparece como corolário desta perspectiva.

c. Dimensão da aprendizagem do trabalho em grupo e da cooperação

Preparando profissionais que desenvolverão um trabalho marcadamente relacional, a dimensão do trabalho em grupo e da cooperação é essencial no processo formativo. Assim a ESELx pretende estabelecer comunidades de prática entre e com os seus alunos, entre os seus formadores, e entre a ESELx e as escolas e instituições com quem estabelece cooperação no domínio da prática profissional. Espera-se que todo o ethos formativo da ESELx conduza a esta experiência.

A dimensão da ética profissional é essencial na formação dos futuros profissionais, formação essa que deve ser intencionalizada em unidades curriculares mas, sobretudo, através das experiências de vida na ESELx com os professores, com os órgãos de gestão, entre colegas, com os funcionários.

Nesta dimensão ética perpassa a formação da consciência dos  formandos enquanto habitantes de uma “casa” comum que é a terra: a salvaguarda dos nossos recursos naturais, a tomada de consciência  de que estes recursos são limitados é uma vertente essencial da formação ética e de cidadania dos  formandos.

d. Dimensão de cidadania e serviço à comunidade

A comunidade educativa dentro da ESELx é formada por estudantes, professores (incluindo orientadores cooperantes) e funcionários que vivem em conjunto num espaço de cidadania, com um ethos formativo por onde perpasse a ética, a estética e a cultura, criando vivências e espaços de formação, para além do estritamente curricular. Toma a arte como terreno para a transcendência humana e essencial ao desenvolvimento da comunidade educativa. 

Importa reforçar o papel da ESELx no acompanhamento dos seus ex-alunos, garantindo uma indução profissional essencial ao seu desenvolvimento futuro enquanto professores ou educadores.

A ESELx encara a sua missão numa dimensão de serviço público. A comunidade educativa para além da ESELx é constituída, em primeiro lugar, pelas escolas e instituições com quem desenvolve protocolos de cooperação. Mas estende-se também a toda a comunidade envolvente, com as suas estruturas culturais, organizacionais e administrativas, criando sinergias de modo a garantir a melhoria da qualidade do ensino (a articulação entre a escola e as famílias, as instituições  e os poderes locais).

A ESELx afirma ainda a sua dimensão europeia e internacional, criando protocolos com diversas instituições europeias e desenvolvendo relações de cooperação privilegiadas com os Países de língua oficial portuguesa.

A Investigação na Formação

Nas suas propostas e projectos de investigação a ESELx pretende contribuir para a produção de conhecimento relacionado com a formação de professores e outros agentes educativos, desenvolvendo investigação científica que sustente os diferentes cursos que constituem a sua oferta formativa.  

A ESELx afirma-se como instituição que reflecte sobre o seu próprio trabalho, sendo esta a dimensão essencial da investigação que realiza: uma investigação ao serviço da melhoria da formação e das práticas das escolas e outras instituições educativas com que colabora.

O desenvolvimento das práticas de investigação e o reconhecimento público do trabalho desenvolvido na ESELx exigem que esta se abra ao exterior, colaborando com outros centros de investigação, quer implementando projecto comuns, quer promovendo a colaboração dos docentes em projectos de outros centros de investigação, quer, ainda, convidando investigadores de outros centros a participar nas actividades da ESELx.

Nas suas actividades de investigação, a ESELx pretende ainda prestar consultoria à comunidade educativa nas suas múltiplas dimensões.

 A ESELx vê-se como organização em projecto, daí que o seu projecto de formação seja aberto, abrangente, passível de escrutínio e de exame crítico.

[1] A. Nóvoa (2009). Professores: Imagens do futuro presente. Lisboa: Educa