Passar para o conteúdo principal

Projeto | Beyond BioArt

imagem projeto bioart
29 de Abril de 2021
06 de Maio de 2021
ESELx

Beyond BioArt é um projeto organizado por Felícia Balan e Maria Luísa Teixeira como projeto final de curso da licenciatura de Mediação Artística e Cultural da Universidade de Lisboa, enquanto estudantes em estágio na Associação Cultivamos Cultura. O projeto consiste de três atividades: uma mesa redonda e dois workshops.
 

29 de abril, das 14h às 15h

Mesa redonda online, terá como participantes a artista Maria Manuela Lopes, a investigadora Dalila Honorato e o artista Felipe Shibuya que serão acompanhados pela artista Marta de Menezes como moderadora. A sessão será iniciada com uma pequena introdução aos respetivos trabalhos dos participantes e a sua ligação à bioarte por todos os membros da mesa. De seguida daremos lugar a um breve debate que se focará em duas questões lançadas pelas organizadoras. No final da sessão a discussão ficará aberta a questões do público.
 

4 de maio, das 10h às 11h

Workshop, com a investigadora Dalila Honorato, irá focar-se na interação entre a Arte e a Medicina conjugando alteração corporal, fetiche médico, estética da deficiência e comportamento ritualístico criativo, para abordar o tema da mutação e sublimação do corpo. Se definirmos o corpo como a soma de todas as partes físicas, a individualidade é composta pela singularidade dessa estrutura e pelas qualidades de seus elementos. Numa época em que a cirurgia plástica é uma atividade comum na indústria cosmética e a moda da simetria atinge níveis pós-padronizados, as fronteiras entre a produção em massa e a excentricidade, no que diz respeito à beleza, ficam mais evidentes. Mas é quando ocorrem problemas de saúde que a equação muda. Como definir um corpo se falta uma parte física ou algo parece estar a mais? Ao contrário de alguns tipos de lagartos, estrelas do mar, pepinos do mar, minhocas e salamandras, os humanos têm uma capacidade muito limitada de autocura. O que acontece com uma parte física que é removida de um corpo separado devido a um acidente ou por sua disfunção? E como lidar com essa separação como indivíduo e como ser social? O foco do workshop será a interdisciplinaridade da BioArt, um posicionamento que mistura múltiplas formas de pesquisa cruzando fronteiras entre arte, ciência e tecnologia, contribuindo para a construção de narrativas híbridas e criando novos materiais e objectos tecnológicos alternativos que servem como ferramentas potencializadoras para resistir à normalidade virtual do mercado carnal contemporâneo.

 

6 de maio, das 17h às 19h

Inteligência visual desenho e criatividade – uma oficina STEAM
Em cenários de colaboração interdisciplinar é fundamental a capacidade de diálogo e de ultrapassar as barreiras que limitam o pensamento os campos de conhecimento e os pontos de vista individuais. Neste workshop falaremos de inteligência visual de criatividade e experimentaremos em conjunto ferramentas e exercícios que promovem situações dialógicas explorações criativas e a atenção.Maria Manuela Lopes é uma artista plástica e investigadora com experiência nas áreas de memória desenho e interface arte/ciência e que tem desenvolvido vários laboratórios de exploração em áreas STEAM e oficinas para professores e alunos de vários ciclos de ensino.Neste workshop propõe uma exploração conjunta e lúdica de algumas ferramentas de promoção de pensamento divergente atenção criatividade ideação e derivação memória fluência e flexibilidade.

 

INSCRIÇÕES

 

Instagram beyond_bioart